Curso de Nutrição e Gastronomia

Dicas de Sucos para Toda a Hora

Dicas de Sucos para Toda a Hora


Dicas de Sucos para Toda a Hora

Suco de beterraba com maçã e gengibre

Saiba como fazer um suco Desintoxicante e Energético

 


      8 folhas de Hortelã, 3 folhas de couve, 8 folhas de Rúcula, 20 folhinhas de espinafre, 2 fatias de abacaxi e 3 copos água de coco.
     Bata todos os ingredientes nos liquidificador, servir em seguida.

Hortelã


É uma erva rica em cálcio, fósforo, ferro, potássio e vitaminas A, B e C, que possui ação estimulante e tônica para o aparelho digestivo, além de ser antisséptica, anestésica, calmante, servindo ainda como vermífugo.

Couve
Excelente fonte de beta-caroteno e vitamina C e E. Boa fonte de ácido fólico, cálcio, ferro e potássio. Contém bioflavonóides e outras substâncias que protegem contra o câncer.

A rúcula
Muito rica em proteínas, ácido fólico, mágnésio, fósforo, potássio, zinco, fibras, vitaminas do complexo B, vitaminas A e C e minerais, como o cálcio e o ferro, todos componentes importantes na manutencão de óssos saudáveis. Para além de todos estes elementos fantásticos, a rúcula tem ainda a vantagem de ser de muito baixo teor calórico. É uma planta tônica, estomáquica, diurética e antiescorbútica.

Espinafre
Esta saborosa hortaliça de folha é rica em cálcio, fósforo e enxofre. É eficaz para a formação do sangue, isto e: arsênico (0,009 mg em 100 g), cobre, lodo, ferro (10 mg em 100 g), vitamina C e clorofila, que é quimicamente muito parecida com a hemoglobina humana.

Abacaxi
O abacaxi contém, principalmente, potássio, além de magnésio e cálcio. As vitaminas presentes são numerosas. Considera-se o suco de abacaxi uma fonte de vitaminas: A (0,3mg em 100g de suco), vitamina B1 e uma fonte aceitável de vitamina C (8,5mg em 100g em média), e outros minerais: magnésio, potássio, cálcio e fósforo.

O abacaxi é excelente diurético.

Saiba os 7 Erros da Alimentação



1- Pular refeições
2- Substituir uma refeição por lanche
3- Jejum prolongado (não comer a cada 3 horas)
    4- Fazer dietas da moda
    5- Cortar o carboidrato da alimentação
    6- Beber pouca água
    7- Comer rápido




Consulte o Nutricionista!

Conheça um Repelente Natural




     Ideia genialmente ECO: com um aparelho eletrico para os mosquitos, usar a recarga velha como molde e fazer uma nova usando casca de laranja. A casca de laranja tem vários elementos, como o ácido cítrico que é usado na conservação de alimentos e também para afastar mosquitos. Além de afastar mesmo a maioria dos mosquitos e insetos, espalha um suave aroma da laranja sem nenhum componente químico artificial."

Leis da Alimentação Saudável


Musculação e alimentação ajudam no aumento da massa muscular

Muita gente quer ganhar uns quilinhos a mais. Não de gordura, mas de massa muscular, a chamada massa magra. Veja como você também pode aumentar os músculos e diminuir a gordura do seu corpo.
Pode parecer estranho, mas tem muita gente que quer ganhar uns quilos a mais. Mas não é de gordura e sim de massa muscular, a chamada massa magra. Você também pode aumentar os músculos e diminuir a gordura do seu corpo.
Nosso corpo é formado por massa magra, que são os músculos, ossos e vísceras, e massa gorda, que é a gordura. Uma é responsável pelos movimentos, e a outra é a nossa reserva de energia. As duas são importantes, desde que na medida certa.

Suco de maçã com couve e cenoura

Suco de maçã com couve e cenoura

Alimentos que ajudam a combater a dor de cabeça





    Alguns alimentos podem substituir os remédios que curam a dor de cabeça 

    Se você está tentando se afastar dos analgésicos quando a dor de cabeça aparece, pode optar por alguns alimentos que ajudam no combate.

Batata: depois da balada, você pode pensar que um prato de batatas fritas gordurosas é opção. Esqueça a fritura e escolha uma batata assada. Alimentos ricos em potássio ajudam a aliviar dores de cabeça.

Bananas: a dupla de potássio e magnésio tem efeito calmante e, por isso, alivia a dor de cabeça.

Melancia: as chances de ficar levemente desidratado quando alguém está com dor de cabeça são grandes. Uma fruta rica em água como a melancia pode ajudar nesse aspecto além de também servir como uma fonte sólida de potássio e magnésio.

Abacaxi: a fruta fresca também pode ajudar a aliviar sua dor de cabeça. A bromelina, uma enzima natural, é associada há séculos como uma forma de alívio da dor. Ela também possui propriedades anti-inflamatórias.

Pepino: na mesma linha da melancia, o pepino pode ajudar a combater a desidratação. Composto por 95% de água, ele é altamente hidratante e uma opção perfeita de snack no combate à dor de cabeça.

Consulte o Nutricionista!


Um Churrasco mais saudável e menos calórico

Controlar o consumo de bebidas, optar por carnes magras e apostar em vegetais na grela são algumas das dicas do site Foto: Getty Images

    Carnes, gordura, maionese, bebida alcoólica. Vamos combinar que churrasco não pode ser considerada uma das alimentações mais saudáveis. Junte isso, ao excesso de álcool e pronto: tenha uma bomba calórica em um final de semana. O Huffington Post dá cinco dicas para fazer as escolhas corretas durante um churrasco.

Escolha a melhor carne: carnes processadas como linguiças e salsichas contêm conservantes, chamados nitratos, associados ao câncer colorretal, e são carregados de sódio, que contribui para a elevação da pressão arterial e riscos de ataques cardíacos. Opte por carnes magras como peru, hambúrgueres vegetarianos, salmão e atum. 

Cuidado para não queimar: as razões vão além da culinária! As aminas heterocíclicas e os hidrocarbonetos - dois compostos encontrados em carnes queimadas - são considerados cancerígenos. Pessoas que consomem carne bem passada regularmente possuem 60% mais chance de ser diagnosticado com câncer de pâncreas. As dicas para evitar os hidrocarbonetos é marinar as carnes em especiarias como pimenta e até mesmo bebidas alcóolicas – eles são capazes de diminuir os níveis dessa substância prejudicial. Além disso, evite cozinhar os alimentos até que eles fiquem torrados.

Aposte nos vegetais frescos: espetinhos de pimentão, tomate cereja, cebola, abobrinha, cenoura são ótimas opções.

Não chegue faminto: se o churrasco será na casa de outra pessoa, uma boa estratégia para evitar as calorias indesejadas é comer antes da festa. Combine proteínas e carboidratos para se sentir saciado. Um punhado de nozes e frutas secas ou um pedaço de pão acompanhado de atum ou salmão deve ajudar.

Não abuse do álcool: cerveja sempre cai bem durante os churrascos. Porém, se você não quer estourar as calorias, controle os copos. Entre uma bebida e outra, combine copos de água. Além de prevenir a embriaguez, esta estratégia ajuda a manter a dieta em ordem.

Consulte o Nutricionista!

Alimentos com caloria negativa



    Nem todo alimento é inimigo da dieta e merece atenção redobrada na hora do consumo. Além de nutritivos, alguns legumes, verduras e frutas são aliados da balança e têm calorias negativas. Isso porque, eles possuem menos energia do que gastam durante a digestão. “É uma fração calórica destinada à própria digestão e metabolização, o que também é chamado de efeito térmico”, explica a nutróloga Liliane Oppermann. 

    O gasto calórico durante esse processo varia de uma pessoa para outra. De acordo com a nutricionista Daniela Campi, o número pode oscilar dependendo do metabolismo, enzimas e claro, do que colocamos no nosso prato. Mas no geral, alimentos com alto teor de fibras gastam mais energia durante a digestão.

    “Frutas fibrosas como manga, papaia, damasco e morango têm um gasto maior de efeito térmico do que frutas como abacate, banana e caqui, que são mais suculentas. Até o estado de maturação de fruta influencia. Uma banana mais verde tem mais efeito térmico que a madura”, justifica Liliane. Além disso, o modo de preparo dos legumes também é fundamental. Alimentos crus gastam mais energia na digestão que os cozidos.

    Sem dúvida, uma alimentação adequada deve ser equilibrada e conter todos os grupos de nutrientes, mas incluir frutas como melancia e maçã na dieta é uma ótima maneira de saciar a fome, acelerar o metabolismo e queimar calorias sem nenhum esforço. A seguir, confira 30 opções de alimentos que não oferecem preocupação com a tabela calórica e veja seus benefícios.

Abacaxi: rico em cálcio, potássio e vitaminas A, B e C, o abacaxi contém bromelaína, uma enzima que ajuda na digestão e pode dissolver coágulos no sangue. Por isso, além de auxiliar na dieta, a fruta ajuda a controlar a pressão arterial.

Abobrinha: composta de água (cerca de 90%), a abobrinha é diurética e rica em vitaminas A e C.

Agrião: rico em ferro, iodo, vitamina C e betacaroteno - um antioxidante que retarda o envelhecimento -, o agrião auxilia no sistema respiratório.

Alface: alimento ingerido como carro chefe nas dietas de emagrecimento, o alface é rico em potássio, cálcio, ferro e vitaminas A, B3 e C. Tem poder antioxidante e age como calmante para quem sofre de insônia.

Alho: alimento que ajuda a combater vírus, infecções e inflamações, além de auxiliar em problemas respiratórios, como asma e bronquite. É fonte de potássio, cálcio e magnésio.

Ameixa: tem propriedades antioxidantes, retarda o envelhecimento, estimula a digestão e combate a gripe. É rica em potássio, magnésio, cálcio, fibras, betacaroteno e vitaminas C e E.

Aspargo: rico em fibras, potássio e vitaminas B e C. Aumenta o sistema imunológico, tem poder antioxidante e anticancerígeno.

Berinjela: fonte de cálcio, fósforo, potássio, magnésio e vitaminas A, C e do complexo B, a berinjela é um agente redutor de colesterol no sangue.

Beterraba: alimento cheio de nutrientes, como proteínas, fibras, vitaminas A, B e C, ferro, potássio e zinco. Ajuda a combater anemia.

Brócolis: fonte de vitamina A e de sais minerais como cálcio, ferro e fibras. Brócolis tem poder antioxidante e anticancerígeno.

Cebola: fonte de vitamina C, potássio, cálcio, ferro e fósforo. Ajuda a prevenir gripe e auxilia em problemas estomacais e intestinais.

Cenoura: alimento rico em betacaroteno, fibras, cálcio, zinco e vitaminas A, C e E. Além de auxiliar a digestão, melhora a produção de sangue e, para as grávidas, aumenta a produção de leite.

Couve-flor: alimento rico em cálcio, fósforo, e vitaminas A, B9 e C.

Couve: rico em fibras, o alimento é indicado para enfermidades do estômago e auxilia a digestão. A couve é fonte de vitamina C, ferro, cálcio e betacaroteno.

Damasco: além de saboroso, o damasco pode prevenir problemas no fígado e alguns tipos de câncer. É rico em ferro, potássio, fósforo e vitamina A, B1, B2, B3 e C.

Framboesa: rica em antioxidantes que retardam o envelhecimento, esse fruto também auxilia na digestão e no tratamento de inflamações na garganta e gengiva. É fonte de cálcio, potássio, magnésio, ferro e vitaminas A, B1, B5 e C.

Laranja: fonte de vitamina C e caroteno, esse fruto ajuda a combater gripes e resfriados e pode prevenir alguns tipos de câncer.

Limão: tem propriedades para tratar resfriados e gripes e melhorar a circulação do sangue. É rico em cálcio, potássio e vitamina C.

Maçã: esse fruto tem inúmeros benefícios. É rico é cálcio, magnésio, potássio, cobre, zinco, vitaminas B, C e E e contem peticina uma fibra que a ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue. A maçã ajuda na digestão, ajuda no tratamento de resfriados, tem poder antioxidante e evita a proliferação de células cancerígenas.

Mamão: contém uma substância chamada papaína, que melhora a digestão e a prisão de ventre. É fonte de ferro, cálcio e vitaminas A, B e C.

Manga: tem propriedades que previnem as doenças do estômago, evitam problemas cardíacos e fortalecem o sistema imunológico. É rica em vitaminas B e C em sais minerais como cálcio, fósforo, potássio, ferro e fibras.

Melancia: fruto que apresenta muita água em sua composição e tem o poder diurético. É rica em fibras, ferro, cálcio e vitamina A, B e C. A melancia também possui uma glutationa, substância que é um potente antioxidante e retarda o envelhecimento.

Melão: tem poder diurético, hidratante, ajuda na menopausa e nas dietas de emagrecimento. É rico em cálcio, betacaroteno, potássio e vitaminas A, B, C.

Mexerica: fonte de vitaminas A, B e C e de sais minerais como cálcio, potássio, sódio, fósforo e ferro. O fruto ajuda a combater infecções e aumenta a resistência do organismo.

Morango: fruto com propriedades antioxidantes, que retarda o envelhecimento, além de reduzir o colesterol, combater anemias e doenças da pele. É fonte de ferro, fibras e vitaminas B5 e C.

Pepino: rico em ferro, potássio e betacaroteno - um antioxidante que retarda o envelhecimento -, o pepino tem efeito diurético .

Pimenta: tem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, diminui risco de doenças cardiovasculares, reduz o colesterol e pode ajudar no tratamento da enxaqueca. É antioxidante e rica em vitamina C.

Pimentão vermelho: rico em potássio, sódio, cálcio, fósforo, ferro e vitaminas A, C e do complexo B. É um alimento antioxidante, que pode prevenir doenças cardíacas, além de ser fonte de fibras.

Rabanete: sem dúvida, o rabanete é um aliado da saúde. Fonte de cálcio, ferro, potássio e vitaminas B1, B2 e C, ele ajuda no processo digestivo, previne o organismo contra infecções e purifica o sangue, rins e bexiga.

Repolho: fonte de cálcio, potássio, fosforo e vitaminas A e C. O repolho auxilia no emagrecimento e na digestão, estimula a queima de gorduras e combate o colesterol. 

Consulte o Nutricionista!







Colágeno na dieta ajuda a emagrecer?

Incluir o colágeno na dieta ajuda a emagrecer?

    Colágeno é um tipo de proteína produzido pelo nosso organismo. No entanto, a partir de 25 anos de idade essa produção começa a diminuir e aos 50 anos nosso corpo só produz 35%.Este decréscimo faz parte do processo de envelhecimento, onde há diminuição do tônus muscular, unhas e dentes fragilizados, e cabelos menos resistentes.

    Por isso, alguns nutricionistas, dermatologistas e médicos ortomoleculares consideram o consumo do suplemento importante a partir dos 30 anos e essencial depois dos 50.
Extraído do osso e da cartilagem do boi, o colágeno passa pelo processo de hidrólise (quebra das moléculas de proteína) para ser absorvido facilmente pelo organismo. Não tem como repor todo o colágeno perdido ou deixado de produzir e é importante que seu consumo esteja associado a vitamina C.


NA DIETA


    Fazer uso do colágeno emagrece? O consumo regular, antes das refeições, pode contribuir para a diminuição de peso, sim, pois ajuda a dar saciedade. Isso ocorre porque o colágeno se liga a grande quantidade de água e portanto a pessoa comerá menos.
   Pesquisas sugerem que a ingestão de colágeno em pó é a mais eficiente para a manutenção da massa magra e se for consumido pelas pessoas que mantém uma boa
disciplina de atividade física pode melhorar a flacidez da pele, mantendo um aspecto mais jovial.
   Destaco que não combate a celulite! Porque a celulite é um processo multifatorial, onde ocorre a diminuição da circulação venosa e linfática, retenção de água, acúmulo de gordura
e processo inflamatório. O que acontece é que a pele fica mais elástica e pode dar a impressão de melhora da celulite -- mas ela continua lá!


GELATINA NÃO FAZ MILAGRE


    Não existe gelatina rejuvenescedora ou emagrecedora. Há uma confusão comum feita pelas pessoas leigas sobre a gelatina e quantidade de colágeno. Muitas compram a gelatina de supermercado achando que tem o mesmo efeito da gelatina vendida nas casas de suplementos, produtos naturais ou farmácias manipuladoras. A gelatina de supermercado não oferece a quantidade de colágeno para fazer algum efeito direto na perda de peso ou para deixar a pele com aspecto mais jovial.
     As pessoas me perguntam se dá para encontrar colágeno em alimentos. Sim, na pele e carne de frango, nas cartilagens e em ossos bovinos. Mas cá para nós quem come isso? Em algumas cidades do interior e mesmo na região Sul até que é hábito comer, mas nada de consumo diário ou grande quantidade.

Consulte o Nutricionista!

Nutrientes essenciais para ter um cabelo saudável

Conhecendo os nutrientes essenciais ao cabelo
   
     Cabelos bonitos exigem nutrientes específicos, certo? Mas você sabe exatamente a função de cada um deles, para que servem? Foi pensando nisso que selecionei cinco desses compostos químicos, presentes com frequência nos rótulos de produtos capilares, para você escolher os produtos mais adequados aos seus fios.

Óleo de argan – Extraído de um fruto que brota na árvore de mesmo nome (argan spinosa), esse tratamento tem ação regeneradora dos fios. O óleo de argan traz sedosidade, maciez e brilho aos cabelos. Sua principal função é garantir uma hidratação total dos fios, fazendo com que eles fiquem com aspecto saudável. Pode ser aplicado em qualquer tipo de cabelo, já que ele é rico em ácidos graxos e vitamina E, proporcionando um grande poder de nutrição aos fios.

Ceramida – É um lipídio que já está presente naturalmente nos fios, entre as escamas. Sua função é reter água e nutrientes. A perda desse ativo ocasiona ressecamento em curto prazo, enfraquecimento dos fios e consequentemente a quebra também. A ceramida ainda restaura os fios, nutre os cabelos para que eles fiquem brilhosos e impede que eles percam nutrientes e proteínas.

Queratina – A queratina é uma proteína fibrosa que tem a função de envolver o fio com uma película, tornando-o mais resistente, com mais elasticidade. Ela fortifica, hidrata, reestrutura e dá brilho aos cabelos. Indicado em especial para aqueles fios que precisam de reconstrução capilar. Hoje, os salões colocam à disposição uma série de tratamentos feitos para a recuperação dessa fibra capilar. São eles: cauterização capilar, nuvem de queratina, nanoqueratinização, requeratinização e plástica capilar. Uma vez aplicada, a queratina devolve as características naturais do cabelo.

Aloe Vera ou babosa – É uma planta medicinal popularmente conhecida como a babosa. Além da propriedade de hidratação, o aloe vera possui ainda o poder de regeneração e aceleramento dos fios, em alguns casos, e ainda é usado como cicatrizante em alguns medicamentos. Com benefícios similares ao que causa a pele, a babosa amacia, fortalece e rejuvenesce o cabelo, enquanto elimina detritos e bactérias do couro cabeludo.

Óleo de abacate – Rico em vitamina A, B1, B12 e C, o óleo de abacate é extremamente poderoso para dar maciez nos fios. Presente em muito cosméticos, ele impede que a água de dentro dos fios seja eliminada. É um ótimo emoliente porque, além e evitar a desidratação do cabelo, ainda recupera o que já está ressecado, deixando-o sedoso e brilhante.

Consulte o Nutricionista!