Curso de Nutrição e Gastronomia

Bebês amamentados têm mais chances de subir na vida

   Essa é a conclusão de uma pesquisa britânica com quase 35.000 pessoas acompanhadas desde o nascimento até a vida adulta
   Mais do que garantir um bom desenvolvimento e reduzir o risco de doenças, a amamentação pode ter outro efeito positivo que não tem nenhuma relação direta com quadros de saúde. Segundo uma nova pesquisa britânica, pessoas que foram amamentadas têm uma chance maior de ascender na escala social – ou seja, de se qualificar e conquistar cargos de trabalho mais altos — do que as que não foram amamentadas.
   O estudo, que foi publicado no periódico Archives of Disease in Childhood, se baseou nos dados de dois estudos feitos na Grã-Bretanha – um deles, envolvendo todos os britânicos nascidos na primeira semana de 1958 e o outro, todos os nascidos na primeira semana de 1970. Ao todo, os pesquisadores consideraram os dados de 34.190 pessoas.
   Os autores levaram em consideração informações como quais dos indivíduos foram amamentados quando bebês. Depois, a equipe comparou a classe social do pai dos participantes quando eles tinham dez anos de idade à situação social dos próprios participantes ao completarem 33 ou 34 anos.
   A classe social foi definida nesse estudo dentro de uma escala de um a quatro pontos, que variava de acordo com a qualificação do indivíduo (sem qualificação; semi-qualificado; profissional; cargos gerenciais).

Elevador social — Segundo os resultados, as pessoas que foram amamentadas quando crianças foram "consistentemente mais propensas" a ter ascendido na escala social do que as outras, tanto para quem nasceu em 1958 quanto para os nascidos em 1970. A pesquisa mostrou que a amamentação aumenta em 24% a chance de uma pessoa subir na escala social e também diminui em 20% o seu risco de cair de classe.

   De acordo com o estudo, cerca de um terço do impacto da amamentação sobre a mudança positiva de classe social se deve ao fato de o aleitamento materno melhorar o desenvolvimento cerebral da criança, o que ajuda a aumentar a sua inteligência, e reduzir os seus níveis de stress.

Nutrientes e carinho de mãe — Os autores não souberam definir, porém, se são os nutrientes presentes no leite ou então se é o vínculo estabelecido entre mãe e filho os responsáveis por esses benefícios. "Talvez a combinação do contato físico e dos nutrientes mais adequados e necessários para o crescimento e desenvolvimento cerebral esteja envolvida em uma melhor cognição e nos impactos da amamentação na vida adulta", escreveram os pesquisadores.


Fonte: www.http://veja.abril.com.br/
Curta Nossa FanPage e Compartilhe Saúde: NutriDicas
Siga-nos também no Twitter e fique por dentro das Publicações

0 comentários:

Postar um comentário